Suplementação com proteína e vitamina D pode melhorar o desempenho físico em idosos

Muitas das doenças sofridas pelos idosos são causadas por fatores dietéticos. Estes são agravados por mudanças que vêm naturalmente com o envelhecimento.

A fim de manter a saúde ideal, aos idosos são frequentemente prescritos suplementos que reforçarão seus processos corporais.

Um estudo conduzido por pesquisadores da Holanda investigou a eficácia da suplementação com proteína derivada de leite e vitamina D na melhoria do desempenho físico e do estado nutricional de pessoas já em seus anos de vida.

Diferentes tipos de nutrientes foram estudados quanto à sua eficácia em melhorar a saúde geral dos idosos.

A vitamina D pode melhor o desempenho na terceira idade

Publicado na revista Nutritional Research, o estudo é uma revisão sistemática e meta-análise de ensaios relevantes das bases de dados Scopus e MEDLINE. Os pesquisadores tiraram 36 ensaios com um total de 4.947 participantes.

Eles estabeleceram os seguintes critérios para os artigos escolhidos: duplo-cego, randomizado e controlado por placebo, que incluiu participantes com 55 anos ou mais que receberam suplementação ou placebo.

Os pesquisadores usaram dois critérios: o estado nutricional, que incluía o peso corporal e o índice de massa corporal; e condicionamento físico, que incluiu composição corporal, força muscular e desempenho físico.

A meta-análise revelou que a proteína aumentou significativamente o peso corporal por uma diferença média de 1,13 kg. Esse efeito aumentou quando os pesquisadores selecionaram ensaios com duração de seis meses e envolveram participantes menos nutridos e fisicamente aptos.

A suplementação de proteína foi encontrada para aumentar a massa corporal magra, como mostrado em estudos envolvendo participantes frágeis, inativos, ou quando suplementando 20 g ou mais de proteína por dia.

Conheça os benefícios da vitamina D para os idosos

Por outro lado, apenas pequenos efeitos significativos da suplementação de vitamina D foram observados nos participantes que realizaram os testes Timed Up and Go – uma diferença média de -0,75 segundos. Este efeito aumentou quando as doses de vitamina D variaram entre 400 e 1.000 UI.

O Timed Up and Go é um teste clínico que mede, em segundos, o tempo gasto por um participante para se levantar de uma poltrona padrão, andar a uma distância de três metros, dar a volta, voltar para a cadeira e sentar-se.

Os pesquisadores concluíram que a suplementação com quantidades adequadas de proteína derivada do leite (pelo menos 20 g) e vitamina D (400-1.000 UI) pode exibir os efeitos desejados no perfil nutricional e na aptidão física de idosos desnutridos ou frágeis.

Necessidades nutricionais de idosos

Seu corpo tem diferentes necessidades nutricionais em diferentes fases da vida. À medida que envelhece, você precisa de certos nutrientes para manter a saúde ideal, pois seu corpo passa por mudanças que ocorrem naturalmente com o processo de envelhecimento.

Para os idosos, o cálcio e a vitamina D são essenciais para manter a saúde óssea. O cálcio ajuda a reduzir o risco de osteoporose, enquanto a vitamina D ajuda o organismo a absorver melhor o cálcio no intestino. Se você tomar um suplemento de cálcio ou multivitamínico, escolha um que contenha vitamina D.

A vitamina D, claro, pode ser obtida apenas deixando a sua pele absorver alguma luz solar pela manhã. Normalmente, cerca de 20 a 30 minutos de exposição ao sol todos os dias são suficientes para obter a quantidade desejada de vitamina D.

No entanto, à medida que envelhece, pode não obter luz solar suficiente, especialmente no inverno. Além disso, sua pele e outros órgãos responsáveis ​​pela produção de vitamina D podem não funcionar tão bem quanto costumavam.

Portanto, seu médico pode prescrever a suplementação de vitamina D correta neste caso.

As pessoas mais velhas também precisam manter a força muscular. Estudos mostraram que a suplementação com proteína, associada à atividade física, pode melhorar a força e a massa muscular.

Comer bem e ficar em forma são importantes, não importa a sua idade.

Realizar exercícios regulares e com acompanhamento de um profissional de saúde é fundamental para uma melhor qualidade de vida na terceira idade.

Vitamina D

Imagem: Leightons Opticians

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *