A zona sul do Rio de Janeiro e o mercado imobiliário

A zona sul do Rio de Janeiro é uma das áreas mais cobiçadas da cidade. Um estudo realizado levou em consideração a valorização do mercado imobiliário em alguns bairros dessa zona. Conheça os resultados desse estudo nas próximas linhas.

A Zona Sul em destaque

Sem dúvida alguma temos visto no noticiário e até mesmo vivenciado no dia a dia situações desastrosas e complicadas que tem levado pessoas a saírem de suas casas em busca de um alívio da situação de violência.

O resultado disso tem sido uma desocupação de imóveis e uma queda em preços jamais vista na cidade do Rio de Janeiro.

Dentre esses fatores, existe um que posso destacar, é a zona sul do Rio de Janeiro e a sua consequente valorização do mercado imobiliário. Claro que este ponto positivo se observou principalmente no primeiro semestre do ano de 2017.

Neste artigo, pretendo falar um pouco sobre este avanço positivo no mercado imobiliário nesta região da cidade, e citar alguns percentuais de valorização para que você tenha uma noção melhor.

Valorização do mercado imobiliário: Imóveis residenciais e comerciais

Tanto imóveis residenciais quantos comerciais tiveram consideráveis aumentos em sua valorização. O exemplo é o bairro do Leme, neste a variação observada no valor cobrado pelo aluguel foi de 4,5%.

Outro exemplo extremamente positivo foi o bairro do Cosme Velho. Neste bairro da zona sul do Rio de Janeiro, as vendas de imóveis residenciais tiveram um aumento de 5%, enquanto que em toda a cidade houve rebaixos dos preços eventuais que variaram de 6% a 7%.

Destaque importante são os imóveis com três quartos. Em alguns bairros da zona sul, a valorização chegou a 10% na venda do metro quadrado.

Uma pesquisa elaborada pelo Secovi Rio analisou 17 bairros da cidade, todos eles na Zona Sul. E, em relação aos apartamentos, em especial aqueles de dois quartos, houve uma variação significativa em relação ao preço do metro quadrado em sete bairros dentre esses analisados.

Imóveis comerciais com valorização na Zona Sul

No mesmo estudo que pesquisou a evolução dos preços praticados em imóveis residenciais na zona sul do Rio de Janeiro, foram inclusos oito bairros para verificar o segmento comercial.

Dentre os bairros destaca-se o Flamengo, o Catete e o Leblon. Todos estes tiveram aumentos positivos em relação ao metro quadrado no aluguel. Foram variações que atingiram desde 2% até 7%.

Em relação às vendas, houve uma variação ainda maior. O exemplo que eu cito foi o que ocorreu com apartamentos no  bairro do Flamengo. Neste, a variação chegou a 14%.

O Secovi Rio

O Secovi Rio apresentou ao final do primeiro semestre do ano passado, o resultado desses estudos. Na ocasião foi feita uma cerimônia onde foram recepcionados proprietários de imobiliárias e outras pessoas que investem no ramo.

Afinal, o estudo levou em consideração uma das mais conhecidas e cobiçadas regiões da cidade do Rio de Janeiro, principalmente se destacando quando o assunto são seus imóveis.

O resultado desse estudo é positivo ao tempo em que permite que empresários e demais pessoas criem políticas para ganhos futuros com o mercado imobiliário do Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *