O seguro DPVAT cobre danos materiais?

Você sabe quais os danos que o seguro DPVAT cobre? Entenda como o seguro funciona, se cobre danos materiais e como fazer a sua solicitação.

O seguro DPVAT (Danos Pessoais causado por Veículo Automotor Terrestre) é pago obrigatoriamente todo ano junto ao IPVA pelos donos de veículos como carros, motos, micro-ônibus e outros, que serve para indenizar as vítimas de acidentes de trânsito, independente de quem tenha sido responsável.

Parte do valor arrecadado (45%) pelo pagamento do seguro DPVAT é repassado ao ministério da Saúde para cobrir gastos com o atendimento médico direcionado a vítimas dos acidentes de trânsito de todo o país e 5% do valor vai para o Ministério das cidades, que utilizam a verba para a prevenção dos acidentes de trânsito.

seguro dpvat danos materiais

 

Os 50% que sobra do valor cobrado no seguro DPVAT é voltado para realizar o pagamento das indenizações.

Atualmente a seguradora Líder – DPVAT é responsável por efetuar o pagamento de indenização do Seguro DPVAT para as vítimas dos acidentes em território nacional.

Coberturas DPVAT

O seguro DPVAT não cobre danos materiais, como exemplo, arranhões, batidas e outros danos que acontecem com os veículos no acidente.

Esse seguro cobre apenas os danos com as vítimas em casos de invalidez permanente, óbito e despesas médicas e similares.

Como solicitar a indenização do seguro DPVAT

Qualquer pessoa que tenha sido vítima de acidente de trânsito tem o direito de receber o seguro DPVAT, independente de ter pagado a taxa ou não, porém, o prazo para dar entrada no benefício é de 3 anos contando a partir da data do acidente. Isso inclui os motoristas, passageiros e pedestres, onde cada vítima recebe o valor do seguro DPVAT de forma individual.

Para dar entrada e receber o seguro DPVAT são necessários os seguintes documentos:

– Apresentar o boletim de ocorrência do acidente

– Número da agência, banco e conta para receber o seguro DPVAT. Caso não tenha uma conta em banco, o governo oferece de forma gratuita uma conta no banco para que a vítima receba a indenização.

– RG, CPF e comprovante de residência

– Caso necessite de cirurgia, remédios e consultas médicas apresente os comprovantes de pagamento como o recibo ou nota fiscal.

– Se precisar ser afastada do serviço devido ao acidente, a vítima deve ter em mãos os laudos médicos (nessa situação o hospital tem a obrigação de fornecer a documentação) para a comprovação e recebimento do seguro DPVAT de acordo com a tabela.

– Em alguns casos a vítima pode não resistir ao acidente e acabar falecendo, nessa situação pessoas dependentes que tenha grau de parentesco ou relação comprovada (testamentos, certidão de casamento ou nascimento) tem o direito de receber o seguro DPVAT.

Solicitação do seguro DPVAT

A vítima ou dependente do falecido deve reunir os documentos necessários e dar entrada à indenização do seguro DPVAT, nas seguradoras que realizam o serviço ou agência dos correios que também é responsável por dar entrada na solicitação.

Não aceite a ajuda de terceiros, nem pague comissões e honorários para conseguir receber a indenização do seguro DPVAT. Pois, o processo é simples e deve ser realizado diretamente pela vítima.

Se os documentos estiverem corretos o prazo para liberação do valor do seguro DPVAT é de 30 dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *